13 de jul de 2010

Quarteirão do São Vito começa a ser demolido

Imagem por SisAnnick (panoramio). Março de 2004.

Começou a demolição dos imóveis situados junto a quadra dos edifícios São Vito e Mercúrio (tidos como os edifícios mais degradados do centro de São Paulo). São 5300 m2 aproximadamente que darão espaço a um parque para unir o Mercado Municipal ao Palácio das indústrias (no parque D. Pedro), segundo estudos da Prefeitura de SP.

Os edifícios já estão vazios mas ainda não estão sendo demolidos. Enquanto isso seu futuro é decidido na justiça e é provável que sua demolição se inicie ainda neste ano (2010).

Os edifícios, alvos de muita polêmica e desapropriados em 2004 na gestão Marta Suplicy foram objeto de estudos do arq. Roberto Loeb que, entre outras coisas, propôs a diminuição do número de unidades, a instalação de um grande elevador externo e uma creche na cobertura. Leia artigo "Luz no Fim do Túnel" na Revista URBS n. 34 (ano 5) de Abril /Maio de 2004.

Na gestão Serra-Kassab, em função do valor para reformá-lo, optou-se pela demolição.

Fontes:

Jornal "O Estado de São Paulo", edição de 17/06/2010.

"Prefeitura agora quer implodir o São Vito". Jornal "A Folha de SP" de 10/10/06.