31 de mai de 2009

Ewha Womens University - Dominique Perrault e outras dicas

Nesta semana, que abre o mês de Junho, a postagem homenageia Isac Marcelino, estudante de arquitetura, fotógrafo e antes disso pessoa curiosa, antenada e dedicada à profissão que escolheu. Grande colaborador do blog, envia sempre que possível dicas de exposições, livros, projetos e sites para visitar e conhecer.

Segue um breve apanhado das dicas que ele enviou para o blog e ainda não tinham sido publicadas:


1) Projeto de Dominique Perrault para o Centro de Convivência (e facilidades) da Universidade de Ewha em Seul, na Coréia. Resultado de um concurso ocorrido em 2003, o edifício (que é muito mais do que um mero edifício!) começou a ser construído em 2004 tendo sido inaugurado em 2008. Neste projeto o arquiteto cria uma importante passagem para o acesso aos vários edifícios acadêmicos através de uma grande fenda no território, onde instala-se toda a parte construída do programa.


Ewha Womens University | fonte: www.archicentral.com, 2009.

SAIBA MAIS:

Localização no Google Maps (ainda em obras).

Slide-show com imagens do projeto e do edifício concluído.

Algumas outras imagens e textos sobre o projeto.


2) Edifício Residencial de Herzog & de Meuron em Nova York: Global Landmark ou 56 Leonard Tribeca. Nos moldes de um badalado lançamento imobiliário o site, feito especialmente para divulgação do projeto, trás desde um filme que explicita o conceito de moradias únicas até uma parceria feita com o artista plástico Anish Kapoor para a utilização de uma de suas obras junto ao edifício. O projeto refere-se à 155 habitações únicas (personalizadas) sendo 10 delas na cobertura. Há ainda neste edifício alguns atrativos extras como um salão nobre para a piscina semi-olímpica, a sala da biblioteca e um anfiteatro que pode funcionar durante o dia ou à noite.


56 Leonard Tribeca | fonte: www.dailyicon.net, 2009.

Conheça todo o projeto do 56 Leonard Tribeca AQUI!

3) Dicas de livros:

Shopping Center: a Catedral das Mercadorias, de Valquiria Padilha. São Paulo: Editorial Boitempo, 2006. Um olhar sociológico sobre este templo do consumo que já faz parte de nossas vidas e de nossas cidades há alguns anos. Mais informações sobre o llivro e a autora AQUI! O livro pela Editora.

Casas Brasileiras, de Roberto Segre. São Paulo: Editora Viana Mosley, 2006. Infelizmente parece que a edição atual já se esgotou! Mas procure em sua biblioteca!


Capa do livro Casas Brasileiras, de Roberto Segre.

4) Pra finalizar segue o link para o site do fotógrafo Isac Marcelino, que tem facilidade com as cores e também com o P&B. Fotografa o cotidiano mas tem preferido cada vez mais a arquitetura.


Vila Industrial | Isac Marcelino.

E por falar em FOTOGRAFIA.......Esta em cartaz até 9 de Agosto na Pinacoteca a exposição "Um acervo em Preto e Branco" que reúne 80 fotografias em preto e branco de fotógrafos consagrados como Boris Kossoy, Claudia Andujar, Carlos Moreira, Cristiano Mascaro, Fernando Lemos, German Lorca e Thomas Farkas. É possível ver fotografias feitas em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Rio Grande do Sul, Roraima e Amazonas desde os anos 40. Rara oportunidade de reviver nossa história em imagens!!

Vai lá!

Pinacoteca do Estado | Praça da Luz n. 2
3a. a domingo das 10h às 18h - R$ 4,00

Grátis aos sábados

26 de mai de 2009

Blog ex-alunos


Interface do blog K.za, 2009.

Acompanhar um aluno em seu processo de formação, principalmente em seus últimos anos é um processo muito enriquecedor. As discussões tornam-se mais complexas, os projetos prescindem de mais desafios e vê-los enfrentar e vencer estas etapas é muito gratificante para um professor.

Nesta semana apresento o blog K.za dos ex-alunos Fábio
Krastins, Graciela Zanluchi e Sergio Amaral. Formados pela UNIP de Campinas no ano de 2008 os três elaboraram projetos bastante complexos no TFG.

O Fábio, preocupado e influenciado pela breve existência do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), propõe a reativação do mesmo, impulsionando a criação de um sub-centro através de um grande complexo multifuncional. O projeto nasce junto à uma série de medidas de revisão do sistema viário na confluência da Av. das Amoreiras com a saída para a Av. Ruy Rodrigues. Entre estas revisões, a reativação do VLT recria um sistema de transporte alternativo do Centro para o Aeroporto de Viracopos, servindo toda esta região da cidade.

A Graciela numa abordagem bastante sensível propõe a requalificação de uma área já tradicionalmente utilizada pela comunidade para a prática desportiva propondo uma reflexão sobre os "Instrumentos Estruturadores dos Bairros". Indicado ao Prêmio Opera Prima
e Prêmio PVC infelizmente não logrou classificação.

O Sergio, interessado em discutir a implantação e o desenho de áreas educacionais em regiões periféricas carentes propõe o projeto para um Campus Universitário na região sudoeste da cidade e introduz ali um novo espaço público capaz de atrair e criar novos percursos no bairro, além de oferecer vários serviços à comunidade local.

Desejo muito trabalho e boas reflexões para o grupo em sua trajetória profissional!


Confira AQUI os vencedores do
Opera Prima 2008.

Veja no blog um pouco mais sobre os projetos de TFG deles.


20 de mai de 2009

Arquitetura Brasileira em Rotterdam


São Paulo por Nelson Kohn, fonte: site do NAI, 2009.

Começa no dia 30 em Rotterdam a exposição: Brazil Contemporary art, architecture, visual culture and design. O evento ocorre simultâneamente em 4 espaços culturais: Museum Boijmans Van Beuningen, o Netherlands Architecture Institute, o Netherlands Photo Museum e o Kunsthal Rotterdam.

Como parte da exposição será lançada uma publicação, vários workshops, palestras e visitas guiadas. Serão mostrados os trabalhos de artistas como Hélio Oiticica, Iran do Espirito Santo e Ricardo Bassbaum entre outros.

Os representantes da arquitetura serão nossos velhos conhecidos: Oscar Niemeyer, Lina Bo Bardi e Paulo Mendes da Rocha.

SAIBA MAIS > AQUI! e aqui também!

30 Maio a 23 de Agosto de 2009 > verão holandês > queria estar lá!



17 de mai de 2009

Palestra UNIMEP | Bairro Novo - SP


Convite Palestra, Unimep, 2009.

Em Julho de 2004 a SEMPLA (Secretaria Municipal de Planejamento Urbano), a EMURB (Empresa Municipal de Urbanização) e o IAB (Instituto dos Arquitetos do Brasil) promoveram um concurso de arquitetura para debater qual o melhor desenho para um bairro do séc. XXI.

" Como deve ser o bairro ideal para morar em São Paulo no século XXI? Quais as características de suas ruas, seus espaços públicos, suas habitações, seus locais de trabalho e de lazer, seu abastecimento local? Como se deve nele circular: a pé, de automóvel, com veículo especial? E qual a mescla de atividades mais adequada para obter a melhor qualidade de vida possível, maximizando a tecnologia de ponta deste século e refletindo a cultura e os hábitos paulistanos, cosmopolitas? Qual o projeto de um novo grande bairro que possa ser exemplar e paradigmático de uma São Paulo metrópole global, mais justa, moderna e bonita? " (Vitruvius, 2005)

Estratégia para alavancar a operação Urbana Água Branca, o concurso de projetos representou uma rica oportunidade para o debate sobre o desenho de novos bairros: tipologias, relações e conexões urbanas entre o sistema viário,
definição e uso dos espaços públicos, circulação de pedestres etc.

A área de aproximadamente 100 hectares, na zona OESTE da cidade de São Paulo, esta compreendida entre a Marginal do rio Tietê, Av. Prof. José Neto Lorenzon, Ponte Julio de Mesquita Neto e Av. Francisco Matarazzo. Tem uso rarefeito, apresenta fácil acessibilidade e é bem servida de serviços, comercio, lazer e transportes públicos.

A equipe vencedora, formada pelos arquitetos Euclides Oliveira, Carolina de Carvalho e Dante Furlan apresentará o projeto na UNIMEP | Campus de Santa Bárbara do Oeste (auditório GRENA) nesta
3a. feira dia 19/05/2009 às 9h30 para uma palestra.

SAIBA MAIS sobre o concurso no Vitruvius.

O concurso ainda não saiu do papel.....VEJA NOTA!

Não deixe de ler o artigo "Discurso, Projeto e Mercado na Realização do Concurso Bairro Novo em São Paulo, 2004" de Gustavo Pires de Andrade Neto.

Localize a área no GoogleMaps:



Exibir mapa ampliado

4 de mai de 2009

Catalogação digital dos projetos EUROPAN

Atualmente assino alguns boletins informativos, destes, um dos que tem sido muito úteis é o boletim do site concursodeprojeto.org.


Área de publicações do EUROPAN, 2009.

Começamos a semana com um boletim cheio de novidades: a mais interessante foi a publicação da dissertação de mestrado
"O arquivamento e a catalogação digital dos projetos EUROPAN como situação de análise científica do concurso de idéias de arquitetura", concluída em 2009. O autor é Lino José Gomes Alves e o trabalho foi desenvolvido na École d’architecture - Faculté de l’aménagement - Université de Montréal, sob orientação do prof. Jean-Pierre Chupin.

A dissertação constitui-se de uma interessante base de dados como modelo teórico do projeto abrindo novas frentes de pesquisa e conhecimento.

O boletim traz ainda o resultado do Prêmio Mies Van der Rohe para o projeto da Opera de Oslo do grupo Snohetta, chamadas para o Concurso da Caixa (Brasil) e do Bairro Avanzado de Toledo (Espanha). E ainda o resultado do concurso do Pavilhão da Dinamarca para a EXPO Shangai 2010 feita em parceria pelos escritórios BIG, 2 + 1 e ARUP. Aliás característica esta muito comum nos últimos tempos (associação de escritórios de arquitetura e /ou formação de equipes multidisciplinares).

PARA SABER MAIS:

Acesse AQUI a dissertação na íntegra (em francês).

Veja outras teses e dissertações publicadas no site.

Site do Concurso Europan.

LEIA artigo do Prof. Jean-Pierre Chupin no Vitruvius: "A questão doutoral ou a globalização da epistemologia e da pesquisa em arquitetura".

Saiba mais sobre o escritório ARUP que tem sedes em vários países.

COMPRE as publicações do EUROPAN.

Base de DADOS dos Concursos EUROPAN na FRANÇA


3 de mai de 2009

Ensino de Arquitetura


Relação de arquitetos para cada 1000 habitantes, 2004.

Ao ler no Plataforma uma matéria sobre a educação superior em Arquitetura no Chile, algumas comparações chamaram-me a atenção : os EUA tem em média 1 escola de Arquitetura para cada 2.400.000 habitantes, o Chile tem 1 para cada 363.000 habitantes!

Nos EUA há aproximadamente 125 escolas de arquitetura e uma população de 300 milhões de pessoas. No Chile há 44 escolas e uma população de 16 milhões de habitantes!

Desconheço os números brasileiros em profundidade mas posso afirmar que a preocupação com o crescimento do número de profissionais também é realidade no Brasil. Numa rápida busca na rede encontrei listas com mais de 100 escolas de arquitetura no Brasil mas suspeito que haja muitas mais e dentre algumas há escolas que oferecem o curso em mais de um campi, às vezes na mesma cidade! No site do IAB fala-se em 140 escolas de arquitetura no país.

Se refizermos a conta com os números brasileiros teremos um valor proporcionalmente semelhante ao dos EUA e certamente um abismo separando a formação na área nestes dois paises!


É sabido que na Espanha os arquitetos enfrentam uma prova importante aplicada pelo Colégio de Arquitectos para poder exercer a profissão, na França alguns cursos superiores (e o curso de arquitetura é um desses) não podem ser ensinados por qualquer escola, na Alemanha a formação em arquitetura é tão valorizada como a de medicina por exemplo. Sem contar que nesses países há provas de aptidão exigentes para o ingresso aos cursos!

Aproveito a oportunidade para lembrarmos a situação no Brasil: muitas escolas, exigências mínimas para o acesso, muitos profissionais no mercado e formação discutível.....

Leia a matéria e reflita com o autor sobre as três importantes questões acerca do futuro da profissão que ele nos coloca:

1) A competição trará uma arquitetura melhor?

2) O que acontecerá com aqueles que não conseguirem trabalho na área?

3) Quem se beneficia com esta desregulação da educação de arquitetura?

Veja o problema em números AQUI!


1 de mai de 2009

Primeiro de MAIO no PARQUE!

Hoje é o dia do Trabalho, feriado no mundo todo, e o povo aproveita para passear, viajar, não fazer nada ou colocar a vida em dia!

Fui caminhar no Parque Ibirapuera no começo da tarde e o parque estava cheio, muito mais cheio do que de costume. Os parques em São Paulo são os espaços mais democráticos da cidade. Neles é possível encontrar todas as tribos de usuários: aqueles habituais que moram ou trabalham na região e usam o parque com frequencia, aqueles que lá trabalham e nestes dias festivos carregam ainda mais mercadorias para vender, os que vem de longe, às vezes muito longe para passar o dia ao sol, trazendo comida, bolas, máquinas fotográficas e redes e tem também os esportistas que com sol ou chuva se exercitam todos os dias.

Hoje não foi diferente, enquanto dava minha habitual volta pelas vias principais do parque vi casais de namorados deitados na grama, fazendo pic-nic, beijando-se junto às árvores ou simplesmente caminhando como eu. Vi papais e mamães empurrando carrinhos de bebês, bicicletas com rodinhas, sem rodinhas, ciclistas, patinadores e skatistas.

Vi legiões de crianças correndo e brincando pelos parquinhos, vi uma fila enorme no banheiro das mulheres, vi a ponte sobre o lago repleta de pessoas, vi gente andando pela ciclovia atrapalhando os ciclistas, vi o tocador de acordeom tocando contente, vi o povo brasileiro descansando no dia do trabalho!

Como são importantes os parques e as áreas de lazer numa cidade! Precisamos de muitas outras iguais a esta! Pense nisto!


PRA CONTEXTUALIZAR > enquanto isso em Brasília >


ASSISTA AQUI A UM DESABAFO DE
INDIGNAÇÃO!

Vídeo da RBSTV
com o comentário do jornalista Luis Carlos Prates

IMAGENS DO 1o. DE MAIO
PELO MUNDO NO UOL