21 de jan de 2009

Novas (velhas) soluções urbanas




Mar de torres, guindastes em operação e chaminés sendo derrubadas na região da Mooca, junto aos trilhos do trem, makau, 2009

No editorial do JT da última 2a. feira (19/01/09) chamava a atenção o título: "Nos trilhos pode estar parte da solução do transporte", o texto alude aos investimentos por parte do mercado imobiliário que as operações urbanas podem trazer à determinadas regiões da cidade. Principalmente aquelas próximas das orlas ferroviárias e metroviárias onde, por razões que vão da desapropriação e desmembramentos do tecido à obsolecência de imensas áreas fabris (desativadas) inúmeras possibilidades de ocupação podem ser vislumbradas.

A idéia é ótima e não é nova! Mas precisamos beneficiar a cidade com os investimentos do mercado imobiliário com outro tipo de pensamento e abordagem urbanística e não seguindo a cartilha da reprodução de torres residenciais sem qualidades que povoam nossas paisagens a cada dia um pouco mais!

Precisamos redesenhar estas áreas incorporando os espaços públicos, os edifícios significativos presentes, as paisagens que os cercam, a dinâmica imobiliária local, o comercio, o lazer , os serviços e as redes de transportes.

Onde estão os técnicos, arquitetos, engenheiros ou políticos bem intencionados aptos a empreender essa jornada? Ou será que os investimentos do mercado imobiliário continuarão a ser as mesmas torres de sempre?

Ontem passando pela Av. Radial Leste só constatei o que todos já sabemos: torres e mais torres e cada vez mais altas e mais feias começam a constituir a nova paisagem da Mooca, do Belém, da Penha. Veja nas fotos e na imagem do Google Maps.

E por falar na MOOCA, veja no artigo "Demolição de Galpões Industriais na Mooca: descaso e impunidade" publicado em 2007 no Vitruvius o que andam fazendo com alguns dos mais belos exemplares do nosso patrimônio industrial!

Deixo o meu protesto e peço mais reflexão a quem tem o poder de interferir ou mudar tal situação! Como docente da área de arquitetura e urbanismo importo-me muito em não compactuar com o modelo (péssimo) que esta por ai em nossas cidades!



Exibir mapa ampliado

Nenhum comentário: