26 de out de 2008

Igreja São Bonifácio | São Paulo


Fonte: Vitruvius, 2008.


Igreja São Bonifácio na Vila Mariana, makau, 2008.

Sempre que ia ao SESC Vila Mariana, e sou frequentora desde a inauguração em 1997, chamava-me a atenção este edifício que fica na rua Humberto I, no bairro de Vila Mariana. Do alto de uma das torres do SESC conseguia vê-lo pelos fundos e dava pra ver uma acentuada declividade no terreno apesar do volume prismático implantado num plano. Pela frente sua imponente estrutura e acabamento em concreto rústico e vidro chamavam a atenção pela ousadia e simplicidade ao mesmo tempo.

Aos poucos fui descobrindo que o edifício é uma igreja, é o Centro dos Católicos de Língua Alemã em São Paulo, chama-se São Bonifácio e celebra missas em alemão aos domingos às 10:30 am.

O edifício é misto. Mistura de templo e espaços para escritórios. O terreno apresenta um declive acentuado e debaixo da igreja localizam-se espaços de serviços. Ainda não sei qual a relação entre estes mas sigo pesquisando.

Descobri também que tal edifício é um exemplar autêntico do chamado movimento brutalista paulista da década de 60 e é projeto do arquiteto austríaco Hans Broos, nascido na Alemanha em 1921, que estudou arquitetura na Universidade de Praga na Checoslovaquia e mudou-se para o Brasil em 1954, aos 33 anos.

Especializou-se em projetos para igrejas e fábricas; acreditava serem estes espaços semelhantes: "se os operários sentem-se bem no espaço da fábrica este atua como uma comunidade, assim como nos templos." É de autoria dele o projeto da fábrica da Faber Castell em São Carlos.

Links Relacionados:

Entrevista com o arquiteto Hans Broos em 2005 (Arcoweb).

"A década ausente. É preciso reconhecer a arquitetura brasileira dos anos 1960-1970". Artigo de Ruth Verde Zein (Vitruvius).

SESC - Serviço Social do Comercio.

Nenhum comentário: